Ban: “O mundo não deve esquecer, negar ou minimizar o holocausto”
BR

18 novembro 2013

Secretário-Geral fez a declaração em visita ao campo de concentração nazista em Auschwitz-Birkenau; ele afirmou que todos devem permanecer atentos e fazer mais para promover a igualdade.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou esta segunda-feira, que “o mundo não deve esquecer, negar, ou minimizar o holocausto.” 

Ban afirmou que todos devem permanecer atentos e fazer muito mais para promover a igualdade e as liberdades fundamentais.

Campo de Concentração

A declaração do chefe da ONU foi feita durante visita ao campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia.

Ele disse que durante anos viu imagens dos locais e ouviu relatos de vários sobreviventes, mas nada pode prepará-lo para o que chamou de “epicentro do mal ”.

Ban lembrou que 6 milhões de judeus inocentes foram executados, incluindo 1 milhão de crianças.

Tragédia

O Secretário-Geral declarou que décadas depois da tragédia continua sendo quase impossível compreender a natureza e a escala desse genocídio.

Ele disse que “diariamente, a ONU luta para cumprir com sua missão principal de evitar que o mundo caia novamente nas trevas.”

Ban deixou claro que Aushwitz-Birkenau não foi simplesmente um registro de atrocidades. O local representa um símbolo de coragem e esperança.

Ban foi taxativo ao afirmar que uma tragédia como essa jamais poderá acontecer novamente e numa mensagem às vítimas disse que o holocausto nunca será esquecido.

O Secretário-Geral encerrou o discurso dizendo que todos devem se unir para construir um mundo de paz, justiça, igualdade e dignidade humana.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud