Acnur aponta desafios logísticos para apoiar sírios durante o inverno

Acnur aponta desafios logísticos para apoiar sírios durante o inverno

Agência cita previsões meteorológicas a dar conta de uma temporada rigorosa; intervenção envolve apoio à manutenção e construção de estradas para fazer chegar suprimentos aos beneficiários.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, anunciou que trabalha contra o tempo para fazer chegar suprimentos necessários aos sírios durante o inverno.

A agência destaca que as previsões meteorológicas apontam para uma temporada particularmente rigorosa. De acordo com o Acnur, mesmo com um inverno ameno haveria dificuldades devido aos cerca de três anos do conflito.

Vizinhos

Do interior da Síria, o Acnur registou relatos da falta de gás e de alimentos básicos como pão e leite. Mais de dois milhões de pessoas abandonaram o país para as nações vizinhas devido aos confrontos.

Na Jordânia, que acolhe o menor número de refugiados, aumentam os desafios logísticos para transferir os sírios de áreas do deserto para os acampamentos.

Pressão

Com helicópteros do exército, espera-se transportar alimentos para áreas de fronteira, onde os camiões não têm acesso. Com a pressão sobre os veículos várias pessoas foram obrigadas a deixar para trás uma parte da bagagem.

Nos próximos dias é aguardado um cargueiro transportando um carregamento de calçado para a Jordânia no porto de Aqaba, no sul da Jordânia.

Os apoios também envolvem 450 mil sírios no Líbano e outros 200 mil no Iraque. O Acnur diz que trabalha para garantir que sejam reparados ou construídos mais de 60 km de estrada para chegar aos beneficiários.