Unicef: Malária mata 25% de menores de cinco anos em Angola

9 novembro 2013

A representante adjunta do Fundo da ONU para a Infância, Amélia Russo de Sá, disse que apesar de ser uma doença prevenível e tratável, a malária ainda é a principal causa de morbilidade e mortalidade infantil em Angola.

O Unicef estima que a doença é responsável por 25% das mortes de crianças menores de cinco anos no país. Pesquisas demonstram que a malária contribui para o ciclo de pobreza e limita o desenvolvimento económico do país, através da perda de produtividade e custos de saúde.

Em entrevista com o Herculano Coroado da cidade do Lubango, província da Huíla, a responsável falou sobre a importância do contributo japonês a Angola com cerca de 450 mil mosquiteiros impregnados com inseticida de longa duração.

Acompanhe a conversa com Herculano Coroado.

Tempo total: 2'44''.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud