ONU quer vacinar 20 milhões de crianças contra pólio no Oriente Médio BR

ONU quer vacinar 20 milhões de crianças contra pólio no Oriente Médio

Campanha que abrange sete países e territórios foi lançada uma semana depois da região declarar emergência contra a doença; Síria já imunizou mais de 650 mil menores contra pólio e outras doenças.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, querem vacinar mais de 20 milhões de crianças contra a poliomielite no Oriente Médio.

A campanha é a maior resposta de imunização para combater o surto da doença e abrange sete países e territórios. Ela foi lançada uma semana depois de a região declarar emergência contra a pólio.

Vacina

O Unicef adquiriu 1,3 bilhão de doses da vacina oral, chamada de OPV, pela sigla em inglês. Essa quantidade deve chegar a 1,7 bilhão até o fim do ano.

O plano da OMS e do Unicef inclui uma campanha de vacinação intensa por seis meses e o monitoramento completo até a erradicação global da doença.

O chefe do setor no Unicef, Peter Crowley, afirmou que o surto de pólio na Síria mostra que a doença representa uma ameaça às crianças em todas as partes.

Vírus

Mais de 650 mil crianças sírias foram vacinadas contra a pólio e várias outras doenças, incluindo mais de 115 mil em Deir-ez-Zor, província onde o surto foi confirmado na semana passada. 

Essa é a primeira vez desde 1999 que o país tem um caso de pólio. Segundo as autoridades, até agora, 10 crianças sírias ficaram paralíticas por causa do tipo mais forte do vírus.

Os especialistas disseram que a cepa do vírus encontrado na Síria é a mesma detectada no Egito e em Israel.

Condições Sanitárias

A região não registrou nenhum caso da doença por quase uma década, mas nos últimos 12 meses o vírus da pólio foi detectado no Egito, em Israel, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. Ainda na lista estão Iraque, Jordânia, Turquia e Síria.

O vírus da pólio geralmente atinge crianças em locais sem qualquer condições sanitárias. A transmissão acontece pelo contato pessoal ou pelo consumo de alimentos contaminados com fezes. 

A doença ataca o sistema nervoso e pode matar ou causar paralisia. As autoridades de saúde afirmam que para cada caso de pólio registrado, 200 outras crianças podem estar infectadas.

Não há cura para a pólio e a doença só pode ser evitada através da vacinação. Desde 1988, as campanhas de vacinação reduziram os casos de poliomielite em mais de 99% no mundo inteiro. Os especialistas afirmam que a doença está caminhando para ser erradicada.