Ban Ki-moon anuncia viagem à região do Sahel na próxima semana

1 novembro 2013

Anúncio foi feito após encontro com presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, que deverá se juntar ao chefe da ONU no périplo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, informou esta sexta-feira que irá realizar uma digressão pela região africana do Sahel.

A informação foi dada na sede da organização, em Nova Iorque, após um encontro com o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim. O líder do órgão financeiro deve acompanhar o chefe da ONU na visita.

Estratégia

Ban lembrou que há alguns meses, ambos viajaram para a região dos Grandes Lagos para apoiar uma nova estratégia de paz com vista a combater as causas do conflito na área.

O Secretário-Geral lembrou ainda que a presidente da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma, irá participar das visitas. Outros integrantes da comitiva são o presidente do Banco Africano para o Desenvolvimento e o enviado especial para a região do Sahel , Romano Prodi.

O périplo começa no Mali, e passa por Níger, Burkina Fasso e Chade. O Sahel é uma das regiões mais pobres e frágeis do planeta.

Conflitos

Ban lembrou que no ano passado, o Mali estava a viver uma crise, e que o esforço da comunidade internacional ajudou a melhorar a situação política e de segurança na nação africana.

O chefe da ONU afirmou que a crise no Mali mostrou a necessidade de se fazer mais que apenas combater os conflitos na região, é preciso prevenir conflitos e instabilidade.

O representante disse também que é preciso levar em conta uma abordagem regional, uma vez que os desafios no Sahel não respeitam fronteiras, e por isso as soluções têm que ser adaptadas a esta realidade.

Mais de 11 milhões de pessoas vivem em insegurança alimentar. Cinco milhões de crianças menores de cinco anos sofrem com má nutrição aguda na região que é também vulnerável à rede de terroristas e criminosos.

Mudanças Climáticas

Há menos de uma década, o Sahel enfrentou a terceira maior seca da sua história. E os efeitos das mudanças climáticas estão mais acentuados que nunca.

Para Ban, tais desafios não podem ser vencidos somente por um governo. Por isso, o Conselho de Segurança endossou a estratégia integrada da ONU para o Sahel. A medida destaca os direitos humanos e a criação de oportunidades para crianças e jovens.

O Secretário-Geral pediu o apoio de toda a comunidade internacional para que leve o plano adiante e possa estancar a violência na região.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud