Opaq: Síria destruiu todas instalações e equipamentos de armas químicas BR

Opaq: Síria destruiu todas instalações e equipamentos de armas químicas

Organização para Proibição de Armas Químicas afirma que país cumpriu a meta com um dia de antecedência; próximo passo terá de ser dado até 15 de novembro para que plano de destruição de estoques seja analisado por inspetores da Opaq.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização para a Proibição de Armas Químicas, Opaq, informou que a Síria completou o processo de destruição de equipamentos e instalações de armas químicas.

Em comunicado, a Opaq disse que o governo sírio cumpriu as metas para destruir os equipamentos que fabricam os armamentos químicos e também as instalações de armas, um dia antes do prazo final, marcado para este 1º de novembro.

Plano

Os especialistas da missão conjunta da ONU e da Opaq não só verificaram as instalações, mas também acompanharam a destruição, que foi feita por técnicos sírios. O processo incluiu o desmantelamento dos materiais e equipamentos de produção e para misturar os agentes químicos.

O próximo prazo agora é 15 de novembro, quando o Conselho Executivo da Opaq deverá se pronunciar sobre um plano detalhado do governo sírio para a destruição dos estoques de armas do país.

A meta da ONU e da Opaq é que a Síria finalize esse processo até meados de 2014.

Especialistas

O diretor-geral da Opaq, Ahmet Üzümcü, recebeu na sede da organização, em Haia, nesta quinta-feira, oito especialistas que participaram das inspeções na Síria.

A Missão conjunta da ONU-Opaq inspecionou 21 das 23 instalações declaradas pelo governo sírio, como locais de produção. Duas instalações não foram visitadas pelos especialistas por problemas de segurança na região. Segundo agências de notícias, a Síria declarou que essas instalações estavam abandonadas e que todos os materiais e equipamentos foram transferidos para outros lugares declarados pelo governo e inspecionados pela missão conjunta.

Genebra 2

O representante especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Lakhdar Brahimi, se reuniu, em Damasco, com o presidente Bashar al-Assad e com líderes da oposição para discutir a realização da Conferência de paz Genebra 2.

A porta-voz de Brahimi, Khawla Mattar, disse que a data para o encontro será anunciada pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Segundo ela, a ONU está preparada para a reunião. Mattar afirmou que o que falta agora é que o governo e a oposição síria estejam prontos se para engajar no processo de negociações.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.