Perspectiva Global Reportagens Humanas

Unesco aprova pacote de emergência para proteger herança cultural do Mali

Unesco aprova pacote de emergência para proteger herança cultural do Mali

Iniciativa, de dois anos, irá avaliar o estado do património intangível do país africano; assistência de mais de US$ 307 mil irá começar pelas regiões do norte do país, mais afetadas pelo conflito armado.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, anunciou uma assistência para o património intangível do Mali.

O conflito armado que afeta o país tem impacto sobre a herança cultural maliana principalmente nas áreas do norte da nação africana.

Radicais Islâmicos

A decisão foi divulgada na sede da Unesco, em Paris, pelo Escritório do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Intangível.

O projeto deve avaliar o conhecimento e as práticas associadas à natureza, às tradições orais, canções, rituais e outras manifestações culturais do Mali.

Já no primeiro ano, serão atendidas as regiões de Gao, Timbuktu e Kidal. O norte do Mali foi ocupado por radicais islâmicos após o início de combates em janeiro do ano passado entre tropas do governo e os rebeldes Tuaregue.

França

Devido à violência, centenas de milhares de pessoas foram forçadas a fugir das suas casas, o que levou o governo maliano a pedir assistência à França para conter o avanço de grupos extremistas.

O projeto da Unesco inclui seminários para reforçar técnicas de inventário e gestão do património cultural. Além disso, duas peças de teatro, um programa de rádio e um documentário serão produzidos. O objetivo é consciencializar a opinião pública sobre a importância da herança maliana.

Comunidades

A Unesco quer que o Mali também conte com a ajuda da Missão da ONU no país, Minusma, para promover a participação das comunidades do país.

A Missão, estabelecida em abril pelo Conselho de Segurança, apoia a reconstrução do Mali após o conflito, além da transição para a estabilidade e a governação democrática.

*Apresentação: Eleutério Guevane.