Bacia do Congo com acordo para combater comércio ilegal de madeira

23 outubro 2013

Governos de vários países africanos assinaram documento com representantes da indústria e da sociedade civil; segundo a FAO, região tem 300 milhões de hectares, a segunda maior floresta tropical do mundo.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Governos dos maiores produtores de madeira em África e representantes da indústria madeireira e da sociedade civil assinaram um acordo para combater o comércio ilegal do produto na Bacia do Congo.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, a região com uma área de 300 milhões de hectares, é a segunda maior floresta tropical do mundo.

Perdas Monetárias

A Bacia do Congo também é grande fornecedora de madeira ilegal, parte de um comércio global que custa aos governos US$ 10 bilhões anuais em receitas fiscais perdidas.

Reunidos na capital congolesa Brazzaville, representantes de seis nações africanas adotaram a declaração que “marca um compromisso sem precedentes para o desenvolvimento sustentável e legal da região”, afirmou a FAO.

Desflorestação

Além da anfitriã, República Democrática do Congo o acordo envolve o Congo, os Camarões, a República Centro-Africana, a Côte d’Ivoire e o Gabão. A meta é engajar os parceiros a implementar medidas de melhoria da investigação da madeira, na transparência e na governação florestal.

O especialista em florestas da FAO, Olman Serrano, acredita que a “Declaração de Brazzaville”, como foi denominado o acordo, poderá diminuir o ritmo da desflorestação na região.

Carbono

A agência da ONU calcula que as florestas da Bacia do Congo perderam 700 mil hectares anuais, entre 2000 e 2010. A região é também fonte importante de estabilização do clima global.

Pesquisas recentes mostram que as árvores da Bacia do Congo são maiores em estatura se comparadas com as espécies da Amazónia, a maior floresta do mundo.

Por isso, a floresta tropical africana tem grande capacidade para armazenar carbono e segundo a FAO, é um “recurso crucial para a produção e maneio sustentável das florestas.”

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud