Síria: ONU quer evacuação de milhares de sitiados de Moadamiyeh

19 outubro 2013

Chefe dos Assuntos Humanitários fala de obstáculos para acesso a áreas rurais; cerca de 3 mil pessoas estão retidas na região, situada perto da capital, Damasco.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A subsecretária-geral para os Assuntos Humanitários pediu a cessação imediata das hostilidades na região síria de Moadamiyeh, para que as pessoas sitiadas possam ser evacuadas em segurança.

O apelo lançado, este sábado, por Valerie Amos, foi no sentido de todas as partes em conflito sírio observarem um cessar-fogo imediato. Apesar de terem sido evacuados cerca de 3 mil pessoas, o mesmo número continua retido na área próxima de Damasco.

Constantes Ataques

Amos ressaltou que há meses que as agências humanitárias têm sido impedidas de ter acesso a área. Uma série de operações foi interrompida devido aos constantes ataques e tiroteios.

Na nota, Amos manifesta extrema preocupação com a situação enfrentada pelos sírios em todo o país, pelo conflito entre forças governamentais e grupos da oposição que já fez mais de 100 mil mortos.

Violência

Conforme ressaltou, diariamente , mulheres, crianças e homens enfrentam a violência que descreveu como "horrível e brutal.

Centros urbanos como Zahra , Aleppo, Homs e Hassakeh também registam milhares de famílias retidas devido aos combates.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud