Entrevista: Ana Amélia Lemos

18 outubro 2013

 

A senadora do Partido Progressita, do Rio Grande do Sul, falou à Rádio ONU sobre o conflito sírio, as regras para mudança de partidos e as últimas notícias a respeito do adiamento na implementação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

A congressista liderou, no início deste mês, a delegação brasileira de pelo menos oito deputados e senadores presentes à Assembleia da União Interparlamentar, UIP, que se realizou em Genebra.

Fidelidade Partidária

Ana Amélia Lemos afirmou que a única solução para o conflito sírio é por via diplomática, jamais militar.

De acordo com a senadora, falta fidelidade partidária no Brasil. Ela contou que este inclusive foi um dos temas que mais receberam atenção durante a reunião em Genebra, que juntou parlamentares de todo o mundo.

A senadora encerrou a entrevista dizendo que o Acordo Ortográfico “já fracassou” pela falta de consenso entre os países que falam o português para implementá-lo.

Diálogo

Segundo ela, deve haver um diálogo com as respectivas academias da língua nas oito nações lusófonas e um amplo debate com os professores que ensinam o idioma sobre as mudanças.

Por conta de um projeto, apresentado por Ana Amélia Lemos e acolhido em forma de decreto pela presidente Dilma Rousseff, o Brasil decidiu adiar a entrada em vigor obrigatória do acordo, marcada inicialmente para janeiro de 2013.

A nova data está prevista para 1º de janeiro de 2016, quando Portugal também deve realizar a entrada em vigor em seu território.

Acompanhe a conversa com Mônica Villela Grayley.

Duração: 08:07”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud