PMA: nova emergência requer apoio para cerca de 120 mil na RD Congo

8 outubro 2013

Agência indica tendência de deslocamento devido a combates entre o governo e rebeldes na área da província Orientale; Frente de Resistência Patriótica de Ituri controla várias aldeias.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Mais de 120 mil pessoas podem precisar de ajuda alimentar nos territórios de Ituri na República Democrática do Congo, RD Congo. O  alerta foi lançado, esta terça-feira, pelo Programa Mundial de Alimentação, PMA.

A agência calcula que as necessidades estejam em torno de US$ 4,2 milhões para dar auxílio de emergência para 80 mil pessoas afetadas pelos combates entre o governo e os rebeldes na área da província Orientale. Para o PMA regista-se uma tendência de deslocamentos.

Carenciados

Apesar das dificuldades de acesso devido a razões de segurança dificultarem as avaliações, estima-se que o número de carenciados possa chegar aos 150 mil.

Em finais de agosto, o exército lançou uma operação contra os rebeldes da Frente de Resistência Patriótica de Ituri, Frpi. O PMA diz que a milícia conta com um forte apoio na região e controla várias aldeias do sul de Irumi.

A região foi tomada após a saída de contingentes das Forças Armadas da RD Congo, há um ano e meio, no que provocou deslocamentos em massa.

Concentração 

O PMA diz que áreas relativamente estáveis e acessíveis registam concentrações de famílias deslocadas.

Nas regiões onde decorrem os combates, o acesso é limitado e as famílias movimentam-se diariamente de um local para outro. O PMA diz ter iniciado atividades de assistência a 13 de setembro, e que até ao momento alcançou cerca de 62 mil deslocados.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud