Unicef considera “abominável” ataque contra escola primária no Iraque BR

Unicef considera “abominável” ataque contra escola primária no Iraque

Pelo menos 10 crianças morreram no norte do país com explosão de caminhão em frente ao parquinho onde os menores brincavam; representante da ONU para Crianças e Conflitos Armados também condenou o ataque.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, está condenando um ataque contra uma escola primária em Tal Afar, no norte do Iraque. Pelo menos 10 crianças e um professor morreram e dezenas ficaram feridas, após um homem detonar um caminhão com explosivos em frente ao parquinho da escola.

Para o Unicef, o ataque “é um ato abominável de ódio e uma afronta a todas as crianças do Iraque”. A agência da ONU destaca que escolas “são locais de paz, onde os menores devem ter o direito de brincar e aprender com segurança”.

Responsabilidade

A representante especial do Secretário-Geral para Crianças e Conflitos Armados também condenou o ataque. Leila Zerrougui, que está em viagem oficial ao Brasil, fez um apelo aos líderes políticos, religiosos e civis, para que encontrem uma maneira de acabar com a violência.

Zerrougui lembrou que a proteção dos menores e dos locais onde elas aprendem é de responsabilidade coletiva. Em um comunicado, a representante afirma que “matar ou ferir deliberadamente crianças é terrível”.

Alvos

A representante de Ban Ki-moon destaca que a ação contra a escola iraquiana é uma grave violação dos direitos das crianças. Zerrougui cita que a violência no país não poupa nenhuma pessoa ou local e nas últimas semanas, crianças e civis têm sido alvo de ataques.

Segundo a Missão da ONU de Assistência ao Iraque, Unami, aproximadamente mil iraquianos foram assassinados e mais de 2 mil ficaram feridos em “atos de terrorismo e violência” somente em setembro.