Unctad contribui com a proteção do consumidor em África

30 setembro 2013

Conferência na Zâmbia discutiu casos de fraudes como transferência eletrónica de valores e ameaças online; questões relacionadas com a competitividade requerem abordagem regional.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Conferência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento, Unctad, participou da 5ª. reunião anual sobre a Proteção do Consumidor Africano.

O encontro, ocorrido na Zâmbia, abordou a colaboração entre fronteiras e foi co-facilitado pela especialista de políticas do consumidor da Unctad, Elizabeth Gachuiri.

Plano Investigativo

Segundo a Unctad, foram discutidas questões relacionadas ao âmbito judicial da competitividade e da proteção do consumidor nos Estados Unidos e em África.

O desenvolvimento de um plano investigativo, de casos de fraude em transferências de montantes online, ameaças cibernéticas e questões policiais civis e criminosas também estiveram no centro dos debates.

Cooperação

A Unctad apresentou um estudo comparativo sobre dinheiro móvel na comunidade do leste africano. Representantes de agências de competitividade nacional e proteção do consumidor concordaram em ampliar as colaborações relacionadas a questões entre fronteiras.

Foi firmada a intenção de um diálogo sobre princípios para a cooperação na proteção dos consumidores africanos. Os especialistas concordaram na necessidade de uma abordagem regional para o tema.

Melhores Práticas

A Unctad reafirmou seu compromisso em continuar a trabalhar com os Estados-membros na proteção do consumidor e com as agências, assim como ONGs, para a promoção de melhores práticas no setor.

A conferência foi levada a cabo pela Comissão da Proteção do Consumidor e Competitividade da Zâmbia.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud