Portugal apoia momento diplomático de aproximação entre Irã e EUA
BR

27 setembro 2013

Ministro dos Negócios Estrangeiros português disse que encontro do secretário de Estado americano John Kerry com o chefe da diplomacia iraniana Mohammad Javad Zarif, na ONU, pode abrir janela de oportunidades no cenário internacional.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Portugal elogiou a decisão dos Estados Unidos e do Irã de realizarem o primeiro contato diplomático em nível ministerial desde 2007. Na quinta-feira, o secretário americano de Estado, John Kerry, se reuniu com o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif.

Segundo a mídia americana, John Kerry e Zarif classificaram a reunião de produtiva. Os dois líderes estão em Nova York para participar dos debates anuais da Assembleia Geral da ONU.

Política Internacional

Para o ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, o encontro dos chefes da diplomacia do Irã e dos Estados Unidos deve ser apoiado como parte de um novo momento da política internacional.

Em entrevista à Rádio ONU, Rui Machete, disse que a decisão pode abrir uma nova janela de oportunidades para as Nações Unidas e outros países-membros.

“Oxalá, isso não seja otimismo, mas podemos estar na véspera de alterações muito significativas e a ONU tem um papel muito importante. Nós vamos ter a oportunidade de encontrar o ministro dos negócios estrangeiros do Irão esta tarde e justamente este será um ponto que iremos realçar aproveitando esta primavera, digamos assim, que agora se abre na posição assumida pelas autoridades iranianas.”

Durante sua visita à ONU, o chanceler português informou ter convidado o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, para visitar Portugal.

Rui Machete vai discursar neste sábado na Assembleia Geral da ONU. Portugal é o sétimo país lusófono a ocupar a tribuna sendo antecedido por Cabo Verde ainda neste sábado. São Tomé e Príncipe encerrará a lista de países de língua portuguesa nos debates da Assembleia Geral com um discurso na terça-feira.