Cplp transfere modelos do Fome Zero e da merenda escolar para África

23 setembro 2013

Diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, contou à Rádio ONU que iniciativa se inspira nos projetos brasileiros de assistência alimentar; responsável está em Nova Iorque para participar de encontros paralelos ao debate da Assembleia Geral.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, informou que está a obter sucessos com uma iniciativa de cooperação Sul-Sul entre os países lusófonos.

Em entrevista à Rádio ONU, o diretor-geral da agência, José Graziano da Silva informou que os dois projetos são levados a cabo em parceria com a Cplp, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Em cooperação com a FAO, a entidade implementa os programas Fome Zero e da compra de agricultura familiar para a merenda escolar para a África e a Ásia.

Combate à Fome

José Graziano da Silva está em Nova Iorque para participar de uma série de encontros à margem dos debates da Assembleia Geral, que começam nesta terça-feira.

A FAO afirma que o mundo ainda tem 870 milhões de pessoas que não têm o que comer.

Para Graziano, o combate à fome não é algo complicado, mas depende de ação política como a tomada pela Cplp.

Ovos e Leite Fresco

“Estamos trabalhando também no programa de compras da agricultura familiar para merenda escolar. Nós descobrimos que esse é um dos programas mais eficientes. Com US$ 25 por ano de despesas comprando dos agricultores locais, você não só promove esta agricultura familiar que está ali latente, mas você também dá uma alimentação de qualidade. É diferente as crianças estarem comendo ovos, leite fresco, do que ter um copo de leite reconstituído a partir de um leite em pó que é doado por uma organização internacional.”

José Graziano da Silva falou ainda do Programa Fome Zero, que está a ser introduzido em outros países de língua portuguesa como o Timor-Leste, no sudeste da Ásia.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud