Missão da ONU pede a Iraque para investigar atentado que matou 60
BR

22 setembro 2013

Vice-chefe da Unami condenou o atentado contra pessoas que participavam de um funeral em Bagdá, capital do país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão das Nações Unidas no Iraque, Unami, condenou um ataque realizado contra um funeral em Bagdá, capital do país.

Em comunicado, o vice-representante especial do Secretário-Geral da ONU, Gyorgy Buztin, mostrou-se horrorizado com o ataque de sábado, que matou 60 pessoas.

Carro-bomba

As vítimas estavam participando de uma cerimônia fúnebre quando foram atingidas numa tenda. O local foi alvo de explosões incluindo uma provocada por um carro-bomba.

Segundo agências de nocítias, mais de 120 pessoas ficaram feridas entre elas mulheres e crianças. O atentado ocorreu na área de maioria xiita do distrito Cidade Sadr.

Providências

Há relatos de que uma das explosões aconteceu quando as ambulâncias e o corpo de bombeiros chegaram ao local causando ainda mais destruição e caos no socorro dos feridos.

Em nota, o representante da ONU disse que as autoridades iraquianas têm que fazer o máximo para conter o que ele chamou de “círculo infernal de violência.”

Buztin lembrou que a retaliação só gera mais violência, e que é responsabilidade dos líderes do Iraque tomar providências para evitar a escalada da violência no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud