Eleições consolidam liderança ruandesa em mulheres parlamentares

Eleições consolidam liderança ruandesa em mulheres parlamentares

União Interparlamentar destaca esforços para sensibilizar o órgão legislativo ruandês para questões de género.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque. *

A União Interparlamentar anunciou, esta quinta-feira, que o Ruanda continua o líder global de participação de mulheres no Parlamento. As deputadas representam dois terços do órgão.

Após a divulgação do resultado das eleições desta semana, a participação feminina passou de 56,3% para quase 64%.

Posição

Segundo a Comissão Eleitoral Nacional, o Ruanda continua a ter o único Parlamento no mundo onde as mulheres são a maioria. A União Interparlamentar afirmou que o país solidificou a sua posição como líder do ranking, lugar que ocupa desde 2008.

Apesar de haver um sistema de cotas de 30% para as mulheres, o país superou, por larga margem, o índice nas duas últimas eleições.

A UIP defende que o facto reflete a vontade política de se colocar a mulher no mesmo patamar do homem em relação à representação política. A União Interparlamentar destacou ainda que foram feitos muitos esforços para sensibilizar o Parlamento ruandês para questões de género.

*Apresentação: Denise Costa.