Dopagem no desporto internacional debatida na Unesco

19 setembro 2013

Mais de 4,7 mil amostras testaram positivo em exames antidoping em 2012; evento deve analisar informes de países que adotaram a Convenção Internacional que proíbe a prática. 

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, acolhe, a partir desta quinta-feira, a Conferência das Partes da Convenção Internacional contra a Dopagem no Desporto.

A reunião decorre em Paris com o objetivo de supervisionar a implementação e a monitorização da Convenção Internacional contra a prática.

Políticas Públicas

Entre os objetivos da conferência bianual estão o estabelecimento de uma plataforma de discussão e a abordagem de políticas públicas na luta contra o doping.

O outro objetivo é garantir a harmonização, a coordenação, a eficácia jurídica e as políticas globais contra o fenómeno.

Segundo a Agência Mundial Antidoping, Wada, mais de 4,7 mil amostras testaram positivo em exames antidoping realizados no ano passado, no que corresponde a 1,76% dos casos analisados a nível global.

Organizações

A entidade participa no evento a título consultivo com observadores como os Comités Olímpico e Paraolímpico Internacional e várias agremiações intergovernamentais e desportivas.

Além dos 174 países que ratificaram a Convenção de 1 de Agosto de 2013, todos os Estados-membros da Unesco devem tomar parte na sessão que vai analisar informes dos participantes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud