Mundo pode evitar gastos de U$ 47 bilhões em tratamentos de saúde BR

Mundo pode evitar gastos de U$ 47 bilhões em tratamentos de saúde

Levantamento é do Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária; relatório afirma que investimentos adequados podem pôr fim a essas três doenças infecciosas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária lançou um relatório, nesta quinta-feira, afirmando que o mundo poderia evitar gastos de US$ 47 bilhões, ou mais de R$ 106 bilhões, em tratamentos de saúde.

O documento destaca que se os países não investirem no Fundo, podem ocorrer, a cada ano, 2,6 milhões de novas infecções por HIV e outras 196 mil vidas serão perdidas pela malária.

Garantia

O Fundo Global pede aos doadores a garantia de pelo menos US$ 15 bilhões para 2013. Os investimentos adequados poderiam garantir tratamento para 3 milhões de pessoas com tuberculose e prevenir 430 milhões de casos de malária.

Ainda segundo o relatório, se não houver investimento, 1 milhão de pessoas no mundo morrerão de tuberculose.

Os especialistas explicam que se a doença não for tratada agora, a um custo de US$ 30 por paciente, no futuro, esse valor pode aumentar até mil vezes para realizar o mesmo cuidado médico. 

Progresso

Para o período entre 2014 e 2016, o Fundo e seus parceiros técnicos calculam que serão necessários US$ 87 bilhões de dólares para combater e manter sob controle as três doenças em países de baixa e média rendas.

O Fundo Global afirmou que na última década houve um grande progresso na luta contra esses problemas. Em 2000, por exemplo, apenas 50 mil pessoas recebiam o coquetel antiretroviral na África Subsaariana. Esse número passou para mais de 7 milhões em 2011.

Em relação à tuberculose, na última década o índice de detecção passou de 43% para 66% e o de sucesso no tratamento de 67% para 87% entre os países com o maior número de casos.

Resultado

A malária tem o resultado mais expressivo. Segundo o relatório, houve uma redução de 90% nas mortes entre as crianças.

Falando sobre os benefícios do combate a essas doenças, o Fundo Global explicou que para cada dólar investido na luta contra o HIV, há um retorno de US$ 12. A economia nos gastos aumenta para US$ 20 nno caso da malária e US$ 30 na tuberculose.

*Apresentação: Edgard Júnior.