ONU marca 50 anos do último discurso de Kennedy na Assembleia Geral BR

ONU marca 50 anos do último discurso de Kennedy na Assembleia Geral

Ex-presidente americano abordou Muro de Berlim, testes nucleares e cooperação com União Soviética para exploração espacial; ele também disse que se não houvesse a ONU, a organização teria que ser inventada.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas estão marcando, nesta quinta-feira, os 50 anos do último discurso do presidente americano, John F. Kennedy, na Assembleia Geral da organização.

Kennedy morreu assassinado pouco mais de dois meses após sua visita à ONU, durante uma viagem oficial a Dallas, no Texas, em 22 de novembro de 1963.

Tratado Internacional

Naquela que se tornou a sua última aparição na Assembleia Geral, John Kennedy, falou sobre os horrores das armas nucleares e da necessidade de proibição deste tipo de armamento através de um tratado internacional.

O ex-presidente americano também expressou uma proposta de cooperação com a então União Soviética para exploração do espaço.

Kennedy disse que o campo onde os Estados Unidos e a União Soviética teriam uma capacidade especial de cooperar era exatatamente no espaço.

Astronautas

O líder americano disse que incluía entre as novas possibilidades uma expedição conjunta à Lua. Segundo Kennedy, o espaço não tinha problemas de soberania política. A missão nunca se realizou. Em 1969, astronautas americanos chegaram à Lua numa iniciativa somente dos Estados Unidos.

Durante seu discurso histórico, o presidente Kennedy também elogiou o papel das Nações Unidas. Segundo ele, se não houvesse a ONU, a organização teria que ser inventada devido a sua importância.

Os 50 anos do discurso de Kennedy na Assembleia Geral está sendo marcado com uma cerimônia nesta quinta-feira, em Nova York.

O debate de líderes internacionais nas Nações Unidas ocorre anualmente. Desta vez, ele começará em 24 de setembro. A reunião será aberta com o discurso da presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Clique aqui para ouvir o último discurso do presidente John F. Kennedy na ONU.