Japão doa US$ 4,2 milhões para apoiar luta contra fome no Zimbabué

12 setembro 2013

Nos primeiros meses de 2014, cerca de  2,2 milhões de pessoas devem precisar de assistência; PMA espera apoiar cerca de 1,8 milhão de pessoas vulneráveis durante o período.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Japão anunciou a doação de mais de US$ 4,2 milhões para impulsionar a segurança alimentar e nutricional de várias famílias mais pobres do Zimbabué. Os fundos foram entregues ao Programa Mundial da Alimentação, PMA.

Cerca de 2,2 milhões de pessoas devem precisar de assistência alimentar durante o período de escassez, ao longo do primeiro trimestre de 2014. Estima-se que uma em cada quatro pessoas possa passar fome nas zonas rurais zimbabueanas.

Famílias

Em comunicado, emitido esta quinta-feira, a agência da ONU refere que o montante deve financiar várias iniciativas. Os programas de ajuda devem beneficiar famílias rurais vulneráveis e desnutridas, pacientes de HIV, doentes de tuberculose, mulheres e crianças.

O apoio deve ser dado até à próxima colheita, no país onde a agência espera apoiar cerca de 1,8 milhão de pessoas vulneráveis. A distribuição de alimentos e as transferências de dinheiro arrancam no próximo mês.

As operações do PMA no país contaram com mais de US$ 35 milhões do Japão na última década.

Durante os próximos cinco anos, prevê-se que a contribuição japonesa para o continente ronde cerca de US$ 32 mil milhões como foi anunciado na Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud