Mesa Redonda com Artesãs Brasileiras

Mesa Redonda com Artesãs Brasileiras

O trabalho de 15 artesãs de vários estados está sendo exposto nas Nações Unidas na mostra "Mulheres Artesãs Brasileiras".

A exibição foi aberta com um coquetel e um documentário contando a vida dessas mulheres que fazem do seu ofício não só o seu ganha-pão, mas também uma forma de melhorar a vida de suas comunidades.

A Rádio ONU conversou com Maria Miguel de Oliveira, conhecida como Rosinha, do Ceará, e Monica Carvalho, artesã carioca que usa a sua obra para promover a biodiversidade e o combate à mudança climática.

A coordenadora do Projeto, Tânia Machado, disse que o trabalho das artesãs brasileiras já começou a conquistar espaço em Nova York, onde a iniciativa foi inaugurada com a ajuda do Governo brasileiro.

Nas Nações Unidas, a exibição conta com o apoio do Sebrae  e tem a divulgação da empresa N&P.

Rosinha contou que teve seu artesanato descoberto pela equipe do Sebrae, há duas décadas, quando ela e suas irmãs com deficiência física foram avistadas fazendo redes embaixo de uma árvore.

"Eles foram lá para avaliar as potencialidades da minha cidade, e nos encontraram." Segundo a artesã, o trabalho tem ajudado outras mulheres a proporcionar educação de qualidade para os filhos, assim como também melhorar condições básicas de vida como o acesso à água potável e ao alimento.

Acompanhe a conversa com Mônica Villela Grayley.

Duração: 16:19