Portugal recebe relatos de exploração de trabalhadores no exterior

11 setembro 2013

Secretário das Comunidades Portuguesas disse à Rádio ONU que não há estatísticas exatas sobre as denúncias, mas que existem casos generalizados de abusos e violações dos direitos de migrantes portugueses em vários países incluindo os da Europa.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Migrantes portugueses são vítimas de abusos e violações de direitos em vários países, aonde têm ido trabalhar. A declaração foi confirmada à Rádio ONU pelo secretário das Comunidades Portuguesas durante uma viagem oficial aos Estados Unidos.

Ao ser questionado sobre relatos que chegaram à Secretaria a respeito de maus tratos recebidos por migrantes portugueses no exterior, incluindo em países europeus, José Cesário disse haver registros de abusos de portugueses e de cidadãos de outros países, que são vítimas de redes criminosas.

Condições

“Há portugueses, como há brasileiros, como há cabo-verdianos, como há moçambicanos. Gente de todas as origens que é recrutada por redes de exploração para trabalhar em determinados países. Há a quem são oferecidas condições que depois não são cumpridas. Há a quem é dito que vão a ganhar X e depois não ganham, que têm alojamento e depois não têm. Nós temos muitos casos de deportações, por exemplo, nos Açores. É uma população significativa. São centenas. Há cerca de mil pessoas deportadas dos dois países da América do Norte (Canadá e Estados Unidos).”

Sociedade Civil

José Cesário informou que a Secretaria das Comunidades Portuguesas tem feito campanhas de esclarecimento, com a ajuda da sociedade civil e da Igreja Católica, para prevenir que portugueses sejam enganados com ofertas de emprego fora do país.

O secretário disse ainda que é preciso que cada cidadão tenha cautela ao imigrar para evitar abusos de seus direitos. Segundo ele, é preciso não imigrar ilegalmente e sempre ter em mãos os números dos Consulados e de autoridades portuguesas no exterior.

Segundo as Nações Unidas, mais de 200 milhões de pessoas vivem fora dos seus países de origem.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud