Secretário das comunidades torce para Portugal, mas admite partida difícil BR

Secretário das comunidades torce para Portugal, mas admite partida difícil

Em visita aos Estados Unidos, José Cesário diz que vai acompanhar o amistoso entre Brasil e Portugal, nesta terça-feira em Boston, pela TV; chefe da pasta para Comunidades Portuguesas no exterior acredita que Brasil "vive melhor momento" no futebol. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas está realizando uma série de visitas às diásporas que falam português e que vivem nos Estados Unidos.

Nesta entrevista à Rádio ONU, José Cesário falou sobre a importância do contato entre portugueses dentro e fora do país, além da cooperação entre políticos, empresários, intelectuais e estudantes que falam a mesma língua dos dois lados do Atlântico.

Redes

Cesário, que foi deputado durante várias legislaturas, e desde 2011 está à frente da Secretaria das Comunidades Portuguesas, afirma que o ensino da língua também é um aspecto importante na formação do que ele chamou de “redes” entre os portugueses pelo mundo.

O secretário visitou os estados de Massachusetts e Rhode Island, mas disse que assistirá pela TV ao jogo amistoso entre Brasil e Portugal, nesta quarta-feira, em Boston.

Ao arriscar um palpite, ele assumiu que a partida poderá ser difícil para Portugal principalmente pela ausência do jogador Cristiano Ronaldo.

Empate

“O Brasil tem melhor conjunto do que Portugal. Temos um jogador excepcional que não vai jogar, o Cristiano Ronaldo. O Brasil tem jogadores perfeitamente fabulosos. O Neymar é um jogador magnífico. O Oscar é um jogador que admiro muito. Qual é o prognóstico que faço? O que é que eu desejo? É que Portugal ganhe. Não me pergunte outra coisa. Mas se empatar, eu ficaria satisfeito. Mas eu repito: eu acho que o Brasil é capaz de estar em melhor momento.”

Segundo o Governo de Portugal, existem cerca de 5 milhões de portugueses vivendo fora do país. Mas esta cifra exclui os números de portugueses no Brasil por uma questão de falta de estatística.

Entre as maiores comunidades portuguesas nos Estados Unidos estão Rhode Island e Massachusetts, onde ocorre o amistoso entre Brasil e Portugal desta quarta-feira.