Brahimi vai à Rússia pedir apoio do G-20 para Conferência sobre a Síria
BR

5 setembro 2013

Secretário-Geral Ban Ki-moon anunciou que o enviado especial da ONU e da Liga Árabe está a caminho de São Petersburgo; juntos, Ban e Brahimi querem impulsionar a realização do encontro internacional em Genebra.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral anunciou que o representante especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria está a caminho da Rússia. Juntos, Ban Ki-moon e Lakhdar Brahimi querem impulsionar os países do G-20 a apoiar a realização de uma conferência internacional sobre a Síria.

Os líderes das 20 maiores economias do mundo, incluindo o Brasil, estão em São Petersburgo para a reunião de dois dias. Lá, Ban Ki-moon voltou a dizer que não “existe solução militar” para o fim do conflito sírio.

Armas Químicas

Segundo o Secretário-Geral, “enquanto os líderes participam do encontro do G-20 para discutir a situação econômica mundial, é preciso, com urgência, que eles foquem sua “vontade política” para tratar a situação na Síria.

Ban citou as alegações do uso de armas químicas e a piora da situação humanitária no país árabe. O chefe da ONU disse que pediu a Brahimi para juntar-se a ele em São Petersburgo e “pressionar” para uma segunda conferência internacional sobre a Síria, que deve acontecer em Genebra.

Carta

Para Ban Ki-moon, apenas uma solução política irá levar paz e colocar um fim ao “banho de sangue” que ocorre na Síria.

Em uma carta tradicional enviada por Ban ao G-20, o Secretário-Geral disse que a  liderança do grupo é "crítica para reforçar a recuperação econômica global e o trabalho coletivo por um mundo mais sustentável, próspero e justo."

Ban Ki-moon cita ainda a importância da promoção do desenvolvimento sustentável.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud