Unicef apoia retorno às aulas de centenas de milhares de alunos no Mali

4 setembro 2013

Período letivo inicia no próximo dia 1 de outubro; plano anunciado há um mês do arranque do ano escolar pretende apoiar mais de meio milhão de crianças.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Com o início do ano escolar maliano previsto para o próximo dia 1 de outubro, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, anunciou a intenção de apoiar mais de meio milhão de crianças do país africano.

A agência cita estimativas oficiais apontando para cerca de 800 mil alunos que ficaram fora da escola devido ao conflito, às crises alimentar e nutricional, além das inundações sazonais.

Sistema Fraco

Por outro lado, os menores que se deslocaram para outros pontos do país para fugir dos confrontos no norte “colocaram pressão maior sobre um sistema de educação” já considerado “fraco”.

Em nota, o Unicef destaca esforços que visam garantir um lugar na escola para as crianças, numa operação realizada em parceria com o governo maliano e outros parceiros, que incluem professores e pais.

Docentes

Prevê-se, igualmente, que cerca de 9 mil docentes sejam formados durante o ano letivo 2013-2014.

O plano envolve, ainda, a reparação de espaços temporários de aprendizagem e a reabilitação de escolas danificadas, prevendo-se que sejam instaladas novas carteiras para 15 mil alunos.

Investimento

Cerca de US$ 21 milhões devem ser investidos para atender às necessidades imediatas de educação das crianças do Mali. De acordo com o Unicef, o montante também deve ser aplicado para menores malianos na Mauritânia, em Burkina Faso e no Níger.

As aulas devem iniciar cerca de dois meses após as eleições presidenciais, realizadas depois dos confrontos entre o exército e rebeldes islamitas iniciados no ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud