Genebra abriga reunião sobre direitos das pessoas com deficiência
BR

2 setembro 2013

A 10ª. sessão da comissão sobre o tema irá analisar relatórios da Áustria, da Austrália e de El Salvador; primeiro juiz cego do Brasil diz à Rádio ONU que acessibilidade ainda é desafio em muitos países.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas realizam uma reunião a partir desta segunda-feira para discutir as políticas de apoio a pessoas com deficiência.

A 10ª. sessão da Comissão sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência ocorre até 13 de setembro, na sede da ONU em Genebra, na Suíça.

Cooperação

Serão analisados os relatórios sobre as políticas de três países: Áustria, Austrália e El Salvador.

O encontro está sendo aberto por um representante do Secretário-Geral da ONU. A Comissão irá debater ainda formas de fortalecer a cooperação com órgãos ds Nações Unidas, agências especializadas e organizações não-governamentais.

Durante uma entrevista à Rádio ONU antes do encontro, o desembargador Ricardo Tadeu da Fonseca, que é considerado o primeiro juiz cego do Brasil, falou do debate sobre acessibilidade e sustentabilidade que devem constar da agenda de desenvolvimento pós-2015, quando expiram as Metas do Milênio.

Diversidade

“Ambas as proposituras: acessibilidade e sustentabilidade dizem respeito ao bem de todos. O respeito à diversidade e às condições humanas que nos unem. Como seres humanos. A própria diversidade é uma característica da humanidade, ela tem que ser valorizada. A acessibilidade é um instrumento imprescindível para que se alcance a questão da sustentabilidade na agenda do desenvolvimento pós-2015.”

Na próxima sessão da Comissão sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência serão analisados Azerbaijão, Costa Rica e Suécia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud