ONU condena atentados em Trípoli BR

ONU condena atentados em Trípoli

Ataque foi o mais grave desde o fim da guerra civil no Líbano; Ban espera que os responsáveis pelos atos de violência sejam levados à justiça o mais rápido possível.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas condenaram os atentados a bomba que mataram mais de 40 pessoas e feriram pelo menos 400 em Trípoli, no Líbano.

O Secretário-Geral, Ban Ki-moon, condenou veementemente as explosões ocorridas logo após as orações desta sexta-feira, em frente a duas mesquitas da cidade.

Guerra Civil

Esse foi o pior ataque desde o fim da guerra civil libanesa, em 1990. Os relatos indicam que o primeiro alvo das explosões foi a mesquita al-Taqwa. A segunda explosão ocorreu cinco minutos depois, na mesquita al-Salam.

Ban expressou condolências às famílias dos mortos e ao Governo do Líbano, e manifestou solidariedade para com os feridos.

Prevenção

O Secretário-Geral pediu que os libaneses contenham suas ações, permaneçam unidos e apoiem as instituições de Estado para evitar a ocorrência de novos ataques.

Ban pediu ainda ao povo que ajude as forças de segurança na manutenção da calma e da ordem, tanto em Trípoli como no resto do país.

O chefe da ONU espera que os responsáveis pelos atos de violência sejam levados à justiça o mais rápido possível. Ele reiterou a determinação internacional de apoiar a segurança e a estabilidade no Líbano.

* Apresentação: Edgard Júnior