Unesco relembra levante no Caribe que levou à abolição de escravos
BR

23 agosto 2013

Agência da ONU lançou dia internacional para marcar revolta de 222 anos atrás, na Ilha de Santo Domingo, e que levou à independência do Haiti.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, marca neste 23 de agosto, o Dia Internacional de Lembrança do Tráfico de Escravos e da sua Abolição.

O objetivo é promover uma reflexão sobre a escravidão e os males causados à humanidade. A data foi escolhida para coincidir com o levante de escravos de 22 para 23 de agosto de 1791 na então Ilha de Santo Domingo, no Caribe.

Independência

A revolta levou ainda à independência do Haiti, no território que hoje corresponde ao Haiti e à República Dominicana.

Segundo a Unesco, o projeto “A Rota do Escravo” fomenta o diálogo para reconciliação e aproximação dos povos em torno das heranças partilhadas pela escravatura.

A agência da ONU analisa ainda as interações que originaram o tráfico que marcou as regiões da África, da Europa, da América e do Caribe.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud