Em Seul, Ban elogia busca de reconciliação na Península Coreana

23 agosto 2013

Presidente Park Geun-hye elogiada pelo plano de criar um parque internacional da paz na zona desmilitarizada com a Coreia do Norte; com diplomatas no país, Secretário-Geral fala de impulso para alcançar Metas do Milénio.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

O Secretário-Geral reiterou, esta sexta-feira, o apoio das Nações Unidas na procura da reconciliação, do diálogo e da cooperação entre as duas Coreias.

Em viagem oficial a Seul, Ban Ki-moon manteve um encontro com a presidente sul-coreana, Park Geun-hye. A líder foi elogiada por ter proposto criar um parque internacional da paz na zona desmilitarizada para simbolizar a reconciliação entre as duas Coreias.

Tensões

No princípio deste mês, Pyongyang, a capital norte-coreana, anunciou que vai reabrir os trabalhos na zona industrial conjunta, paralisados após o aumento das tensões na Península. O país retirou 53 mil de seus funcionários em abril deste ano do local.

O chefe da ONU elogiou a normalização das operações no Complexo Industrial de Kaesong e o reencontro de famílias.

Confiança

A líder foi destacada pelo compromisso pela paz e segurança duradouras na Península Coreana, através da construção de confiança entre os países e a promoção de uma era de paz e cooperação no nordeste da Ásia.

Ambos consideraram importante continuar a prestar assistência humanitária aos grupos vulneráveis norte-coreanos incluindo crianças e particularmente os jovens, apesar de constrangimentos políticos.

Resposta Positiva

Recentemente a Coreia do Sul anunciou que deve contribuir para vários programas da ONU, Ban disse esperar uma resposta positiva ao apelo apelo humanitário lançado recentemente pela ONU na Coreia do Norte.

Ainda na Coreia do Sul Ban manteve um encontro com o presidente do Parlamento, o primeiro-ministro, o ministro dos Negócios Estrangeiros e o corpo diplomático credenciado no país asiático.

ODM’s e África

No encontro com representantes internacionais Ban referiu-se aos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio e África, tendo destacado que que o impulso para alcançar as metas é fundamental.

O responsável disse que a campanha sobre os objetivos ganha uma  importância adicional, num momento em que se está a moldar uma visão compartilhada para o desenvolvimento sustentável após o ano 2015.

Para Ban, os governos devem ser ambiciosos no processos como da definição da nova agenda global como no alcance de um acordo global e legalmente vinculativo sobre as mudanças climáticas até 2015.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud