OMS fala de respeito e interesse mútuos na cooperação China-África

OMS fala de respeito e interesse mútuos na cooperação China-África

No ano em que se celebra o 50º aniversário de cooperação na área de saúde, ministros do setor realizaram Fórum Ministerial nesta sexta-feira, em Pequim; plano de cooperação vinca necessidade de produtos de “elevada qualidade.”

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. *

A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que a colaboração sino-africana no setor é um modelo de desenvolvimento da Cooperação Sul-Sul baseado no respeito e no interesse mútuos.

A diretora geral da agência, Margaret Chan, fez o pronunciamento no âmbito do Fórum Ministerial China-Africa para o Desenvolvimento da Saúde, que decorreu, esta sexta-feira, em Pequim.

Soluções Sustentáveis

A OMS participou como observadora do encontro, que culminou com promessas de “estreita colaboração para identificar soluções sustentáveis para os desafios na área da saúde” enfrentados pelas partes.

Os ministros da Saúde concordaram em reforçar a capacidade e recursos humanos nos países africanos, apoiar à sua capacidade produtiva e aumentar o “acesso a produtos de saúde de baixo custo, mas de elevada qualidade.”

Qualidade

A declaração final aponta a necessidade de maior envolvimento do setor privado das partes na “transferência tecnológica e no aumento do acesso a técnicas de saúde de alta qualidade e de baixo custo, garantindo que os produtos cumpram os padrões de qualidade.”

O documento frisa que tal colaboração em saúde estará alinhada com as prioridades dos países africanos e com os planos de desenvolvimento nacionais e regionais da África.

Prevê-se a partilha de soluções e conhecimentos na área, adquiridas através de investimentos em pesquisa e desenvolvimento através da produção de tecnologias. Os chineses devem, igualmente, compartilhar experiências da reforma da saúde para expandir o acesso aos serviços para a população.

Boa Vontade

Para Margaret Chan, as cinco décadas de colaboração entre China e África são uma boa expressão da amizade e da boa vontade que caracterizam as suas relações.

A chefe da OMS disse que o tipo de cooperação é uma força significativa no desenvolvimento africano, traduzida pelo aumento de compromissos e de acordos assumidos.

O primeiro Fórum Ministerial decorreu na sequência da 4ª Mesa Redonda de Cooperação Internacional China-África em Matéria de Saúde, que foi acolhida pelo Botsuana, em maio passado.

* Apresentação: Denise Costa