Síria aceita termos da ONU para visita da missão de investigação
BR

15 agosto 2013

Anúncio foi feito em comunicado nesta quarta-feira pelo porta-voz do Secretário-Geral; equipe comandada por Ake Sellström seguirá a qualquer momento para o país.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.   

A ONU anunciou nesta quarta-feira que o governo da Síria aceitou formalmente os termos de cooperação para garantir a operação eficiente, segura e apropriada da missão de investigação das Nações Unidas.

A equipe, chefiada por Ake Sellström, vai investigar as alegações sobre o uso de armas químicas no país.

Missão

Em comunicado, o Secretário-Geral afirmou “que a missão deve partir a qualquer momento para a Síria,” mas não chegou a marcar uma data.

Ban Ki-moon disse ainda “que como ficou acordado com o governo sírio, a equipe vai permanecer no país conduzindo suas atividades, inclusive com visitas aos locais de interesse.”

Os investigadores da ONU vão ficar na Síria por um prazo de 14 dias, que poderá ser ampliado por consenso mútuo.

Cooperação

A missão foi anunciada pelo chefe da ONU no início deste ano depois de um pedido formal feito pelo governo sírio. Neste último fim de semana, Sellström finalizou os trabalhos de logística necessários para o início das operações.

O Secretário-Geral agradeceu ao governo sírio pela cooperação e disse que o objetivo da ONU continua sendo realizar uma investigação independente e imparcial.

Apoio

Ban acredita que um mecanismo eficaz para investigar as alegações sobre o uso de armas químicas pode servir como um importante fator de impedimento contra sua utilização.

Segundo o chefe da ONU, “o apoio esmagador da comunidade internacional para essa investigação deixa claro que o uso de armas químicas, por qualquer lado ou sob qualquer circunstância, representa um crime ultrajante”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud