ONU pede suspensão das execuções de prisioneiros em Gaza
BR

14 agosto 2013

Alta comissária para os Direitos Humanos pediu ao Hamas que não implemente as sentenças de pena de morte; Navi Pillay preocupada com o processo pelo qual os réus foram condenados em tribunais civis e militares na Faixa de Gaza.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, pediu ao grupo Hamas, que controla a Faixa de Gaza, que suspenda a execução de prisioneiros condenados à pena de morte.

Pillay afirmou que está profundamente preocupada com a possibilidade das execuções ocorrerem nas próximas semanas.

Ramadã

O promotor público da Faixa de Gaza fez várias declarações sobre o assunto durante o Ramadã, o mês considerado sagrado pelos muçulmanos, que terminou recentemente.

Ele disse que as sentenças seriam aplicadas logo depois das celebrações do fim do período religioso, que aconteceu na semana passada.

Tribunais

Pillay afirmou que estava preocupada também com o processo pelo qual esses prisioneiros foram condenados em tribunais civis e militares da Faixa de Gaza.

A alta comissária da ONU citou ainda relatos de tortura contra os presos que mais tarde foram condenados à morte.

Segundo ela, a lei Internacional dos Direitos Humanos exige que os países observem os rigorosos padrões de um julgamento justo em casos onde a pena de morte é aplicada.

Pillay afirmou “que isso não é possível atualmente em Gaza, nem no sentido legal nem no sentido prático.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud