Paquistão: previsão de mais chuvas põe entidades humanitárias em alerta

Paquistão: previsão de mais chuvas põe entidades humanitárias em alerta

Ocha alerta para tendência preocupante de diminuição de apoios nos últimos três anos; primeiro período de chuvas de monção fez mais de 80 mortos e 80 mil desalojados. 

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e várias entidades humanitárias disseram estar em alerta para o impacto das chuvas de monção no Paquistão.

A Autoridade Nacional de Gestão de Desastres afirma que 80 pessoas perderam a vida e mais de 80 mil foram desalojadas em cheias que atingiram cinco províncias desde o início de agosto.

Meteorologia

O escritório de Assistência Humanitária, Ocha, citou autoridades de meteorologia do país a prever chuvas relativamente fortes no noroeste e moderadas para partes do oeste e sul nas próximas semanas.

Para a província de Punjab já foram emitidos avisos de novas cheias, dias após ter sido afectada pelo primeiro período de chuvas anuais que também afetaram as do Baluchistão, Khyber Pakhtunkhwa e Sindh. 

Impacto

Estima-se que mais de 135 mil hectares de plantações foram inundados e arruinados, além de pelo menos 4 mil casas danificadas ou destruídas. Para o Ocha, o impacto pode ser ainda pior, pelo facto de algumas áreas estarem cortadas pelas águas das cheias.

Até ao momento, a resposta tem sido levada a cabo pelas autoridades a nível distrital e estadual com o apoio do exército e da marinha, defende o Escritório.

Tendência

As organizações humanitárias referem, entanto, que os esforços de preparação são prejudicados pela falta de financiamento, uma tendência considerada preocupante desde as grandes inundações de 2010.

No ano em que o país foi atingido pelas piores cheias de monção dos últimos 80 anos, cerca de 1,8 mil pessoas morreram e 21 milhões foram  afetadas.

A diminuição verificada nos apoios foi de 70 % em 2010, 44 % em 2011 e 33% em 2012, perante o fenómeno que no mesmo período afectou cerca de 30 milhões de pessoas, algumas das quais de forma repetitiva.