Tratamento mensal para prevenir malária em menores de cinco anos no Sahel

9 agosto 2013

OMS lançou um guião para sobre sistema com químicos; estudos defendem eficácia do método para prevenir a doença que fez 650 mil mortes no mundo em 2010.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

No início da temporada de transmissão da malária, a Organização Mundial da Saúde, OMS, reafirmou a importância do uso do sistema de prevenção química para combater a doença na região africana do Sahel.

A agência lançou o sistema, também chamado de SMC,  que consiste num tratamento químico completo a ser aplicado mensalmente em crianças com idades que variam de três meses a cinco anos.

Chuvas

A OMS destaca que a malária continua a ser um grande problema de saúde em várias partes do mundo. No Sahel, grande as mortes infantis acontece durante a temporada de chuvas.

Nesta sexta-feira, a agência lançou um guião para que os países adotem e implementem o sistema, com base em estudos que defendem a eficácia do tratamento na prevenção da doença e na redução do número de mortes.

Vacina

A OMS lembrou que a par do método podem ser usadas redes mosquiteiras e de inseticidas nas residências, no dia que que a organização saudou a notícia de uma possível vacina contra a malária, doença que atinge 99 países.

Estima-se que em 2010, foram registrados aproximadamente 219 milhões de casos com 650 mil mortes. A maioria dos casos fatais ocorreu em crianças menores de cinco anos.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud