Aviões não tripulados podem chegar nas próximas semanas à RD Congo

2 agosto 2013

Aparelhos devem ser usados pelas forças de paz da ONU para controlar movimentos de grupos armados e proteger civis; organização diz que veículos excluem armas do conjunto de cargas a ser transportado.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas prevêem implantar veículos aéreos não tripulados durante as próximas semanas na República Democrática do Congo, RD Congo.

Os também conhecidos por drones devem permitir que forças de paz da organização “controlem os movimentos de grupos armados e protejam a população civil de forma mais eficiente, especialmente no leste do país.”

Etapa Final

O porta-voz do Secretário-Geral referiu que o processo de aquisição dos veículos para uso experimental está na sua etapa final, após confirmação do Departamento de Operações de Manutenção da Paz.

O equipamento deve ser usado pela Missão da organização na República Democrática do Congo, Monusco.

A ideia é que os aparelhos sirvam de plataforma de vigilância de altitude e de resistência médias. A nota refere que os veículos devem transportar diversas cargas úteis, incluindo sensores de alta resolução e excluindo armas.

Combates

Nesta quinta-feira, a Monusco sublinhou que poderia avançar com outras medidas tácticas, após o fim do prazo de 48 horas para a entrega de armas por pessoas que não faziam parte das forças congolesas. A medida foi decretada na cidade de Goma, a capital da província do Kivu Norte.

Em meados de julho, eclodiram combates entre rebeldes do grupo armado M23 e o Exército congolês na maior cidade do leste, habitada por cerca de 1 milhão de pessoas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud