Onusida: Primeira-dama moçambicana advoga por terapia anti-HIV

1 agosto 2013

Maria da Luz Guebuza foi escolhida como patrona do Plano Global para a Eliminação de Novas Infeções pelo vírus em Crianças e o Tratamento das Mães na África Austral.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A primeira-dama de Moçambique, Maria da Luz Guebuza, vai advogar a necessidade de expandir a prevenção e o tratamento para mulheres e crianças que vivem com o vírus que provoca a Sida da África Austral.

A tarefa será executada na sua qualidade de patrona do Plano Global para a Eliminação de Novas Infeções pelo HIV em Crianças até 2015 e o Tratamento das Mães.

Livres do HIV

A nomeação foi feita, em Maputo, pelo diretor executivo do Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Sida, Onusida. Michel Sidibé disse que Guebuza “dará a sua voz em seu nome e no das mulheres sem voz.”

O objetivo é ajudar a garantir que as “mulheres estejam saudáveis e todos os bebés nasçam livres” do vírus até 2015.

Chefes de Estado

O Onusida cita o papel de Guebuza na convocação de uma reunião das suas homólogas na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, Sadc, em 2012.

No encontro, 15 primeiras-damas emitiram a “Declaração de Maputo sobre a Eliminação da Transmissão do HIV de Mãe para Filho”, que veio a ser adotada oficialmente no evento dos chefes de Estado.

O Onusida defende que a África Austral tem sido a região mais afetada pela epidemia.

Mortes

O Plano Global concentra esforços particularmente em 22 países prioritários para reduzir 90% no número de crianças infetadas com o HIV e baixar pela metade o número de mortes maternas relacionadas com o  Sida.

Moçambique é uma das nações do grupo, mas é destacada pelo Onusida pelo que considera “grandes avanços na prestação de serviços de prevenção e tratamento do HIV para as mulheres e crianças.”

Novas Infeções

O número de mulheres que recebem a terapia antirretroviral subiu de 38% em 2009 para 86% em 2012. No mesmo período, o número de novas infeções em crianças caiu de 26 mil para 14 mil.

O Plano Global para a Eliminação de Novas Infeções pelo HIV em Crianças até 2015 e o Tratamento das Mães foi lançado num encontro de alto nível na Assembleia Geral da ONU, em 2011.

Além do Onusida, a parceria envolve o Plano de Emergência da Presidência os Estados Unidos para o Alívio do Sida, Pepfar.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud