Entrevista: Sílvia Pimentel

31 julho 2013

A jurista brasileira  fala da importância do diálogo entre o Comité sobre a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra a Mulher, Cedaw, e vários países incluindo o Brasil. Até a última semana de julho, a comissão esteve reunida na sua 55ª. sessão. 

Sobre o encontro que avaliou várias nações, o Afeganistão é citado pela necessidade de enfatizar a participação feminina na estabilização. A perita defende que estas “devem ser chamadas a participar no processo de forma proactiva.”

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Genebra, Sílvia Pimentel fala também da recomendação dada a Cabo Verde para a inclusão das mulheres com deficiências nas discussões sobre leis com impacto na população feminina.

O comentário sobre Cuba envolve as limitações na situação legal das mulheres e o impacto do embargo, além da perspectiva de uma possível lei específica contra a violência doméstica na análise de código penal que está a ser modificada.

Acompanhe a entrevista à Rádio ONU, em Genebra.

Tempo total: 15:11"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud