Unicef: 2 mil crianças estão sendo usadas em conflito na RD Congo
BR

26 julho 2013

Fundo da ONU está preocupado com menores na linha de fogo dos combates na província de Kivu Norte desde a retomada dos confrontos entre forças congolesas e grupos armados incluindo o M23.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, manifestou preocupação com a situação de crianças na República Democrática do Congo desde a retomada dos combates entre forças do governo e grupos armados.

Em comunicado, o Unicef informou que está recebendo relatos de crianças mortas e feridas em confrontos de rebeldes armados incluindo os grupos M23 e o ADF-Nalu com soldados congoleses, na província de Kivu Norte, no leste do país.

Recrutamento

Segundo o Unicef, cerca de 2 mil crianças estão sendo usadas por grupos armados em Kivu Norte. A representante do Fundo na RD Congo, Barbara Bentein, lembrou que o recrutamento de menores de 18 anos para grupos armados e forças armadas é crime, de acordo com leis congolesas e internacionais.

Ela disse ainda que as crianças têm que ser protegidas de todas as partes do conflito incluindo civis.

A represantante do Unicef pediu que todos os menores sejam libertados imediatamente. Desde janeiro deste ano, o Unicef e seus parceiros estão apoiando ações de desmobilização e reintegração de 1,7 mil crianças, que estavam pegando em armas, mas que deixaram as fileiras de conflitos.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud