Portugal vai enviar avião C-130 para Missão da ONU no Mali
BR

22 julho 2013

Embaixador português nas Nações Unidas, Álvaro Mendonça e Moura, diz que situação no país africano carece de atenção da comunidade internacional; segundo ele, se não não houver ajuda, crise poderá se espalhar pela África Ocidental.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Portugal informou que está renovando seu compromisso com a prevenção de conflitos após anunciar uma ajuda militar à Missão das Nações Unidas no Mali, Minusma.

Em entrevista à Rádio ONU, o novo embaixador do país nas Nações Unidas confirmou que Portugal irá enviar um avião C-130 com toda a tripulação e pessoal de apoio ao Mali.  Para o embaixador Álvaro Mendonça e Moura, a contribuição sinaliza o compromisso de seu país com a consolidação da paz.

Tentativa

“Vamos enviar três militares para o Estado maior da força, mas vamos enviar também um avião C-130 com sua tripulação e com o seu pessoal de apoio. É um renovado empenho de Portugal na tentativa das Nações Unidas de auxiliar a resolução da situação do Mali.”

O embaixador de Portugal junto à ONU disse ainda que se não houver ajuda, a situação do Mali pode se espalhar por toda a África Ocidental.

Tráfico

“É um área com grandes potencialidades, mas que tem sido vítima de uma enorme violência, e que se não for ajudada, poderá se converter num foco de instabilidade não só local, mas exportado por outras zonas, onde se misturam coisas que vão desde o terrorismo até o tráfico de seres humanos, de armas, de drogas etc.”

Segundo o embaixador Mendonça e Moura, o governo português já havia enviado alguns militares ao Mali como parte dos esforços de paz da União Europeia. 

A Missão de Paz na ONU para o Mali foi lançada, oficialmente, em 1º de julho.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud