Panamá elogiado após apreensão de navio com armas da Coreia do Norte

18 julho 2013

Secretário-Geral da ONU considera que medida vai de encontro com obrigações previstas pelo Conselho de Segurança; Ban disse estar ciente da apreensão de carregamento de armas a bordo do navio coreano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral elogiou as ações tomadas pelas autoridades do Panamá, após a descoberta de um carregamento de armas a bordo do navio de bandeira da Coreia do Norte proveniente de Cuba.

Em nota, Ban Ki-moon diz que a medida está em plena conformidade com as obrigações do Panamá ao abrigo das resoluções do Conselho de Segurança.

Comité de Sanções

Ban disse estar ciente da apreensão e que aguarda o resultado da investigação sobre o assunto, para o qual refere estar certo que o Comité de Sanções do Conselho de Segurança deverá abordar.

Em 2006, o órgão aprovou a resolução 1718 que prevê um embargo ao país sobre “armas e material conexo” bem como “equipamentos ligados à tecnologia nuclear e à construção de mísseis”.

Segurança

Entretanto, agências noticiosas anunciaram que autoridadades do Panamá já indiciaram a  tripulação do navio encontrado, no sábado, com um carregamento de armas. Pesam sobre os 35 membros queixas de pôr em perigo a segurança pública pelo transporte de material de guerra, referem os relatos.

Nesta quarta-feira, a Coreia do Norte teria pedido ao Panamá que libertasse  sem demora tanto o navio como a tripulação, após terem sido intercetadas armas em baixo de sacos de açúcar.

Cuba

Os relatos das agências referem que Cuba teria dito que as armas teriam sido enviadas à Coreia do Norte para  reparação.

O Secretário-Geral sublinha que é dever de todos os Estados-membros  implementar as decisões do Conselho de Segurança.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud