Avaliado desempenho de Cabo Verde em assuntos sobre a mulher

8 julho 2013

A decorrer em Genebra, 55ª. Sessão da Comissão das Nações Unidas para Todas as Formas de Discriminação a Mulheres, estabelece agenda para ações nacionais e pelo fim dos fenómenos.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Comissão da ONU que monitoriza a situação da discriminação e violência contra mulheres no mundo começou a analisar nove países, nesta segunda-feira, em Genebra, na Suíça.

Cabo Verde está entre o grupo dos países que inclui nações como Afeganistão, Cuba e Grã-Bretanha. Segundo especialistas da organização,  a violência contra a mulher ocorre em todas as classes sociais e países.

Agenda

A Cedaw foi adotada pela Assembleia Geral em 1979 como um tratado internacional de direitos humanos. A comissão, reunida na 55ª. Sessão, estabelece uma agenda para ações nacionais e pelo fim da discriminação.

Os países que ratificaram a Comissão da ONU concordam em tomar medidas concretas para melhorar a situação das mulheres e pôr fim à violência de género.

Língua Portuguesa

Durante a presente reunião será, igualmente, analisada a República Democrática do Congo, a Bósnia-Herzegovina, a Sérvia e a República Dominicana.

Atualmente, a Cedaw tem dois membros de países de língua portuguesa, a brasileira Sílvia Pimentel e a timorense Milena Pires.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud