Unicef condena assassinato de dezenas de pessoas em escolas na Nigéria

8 julho 2013

Em menos de um mês, 48 alunos e sete professores foram mortos em quatro ataques; agência da ONU reforça não haver justificação para ter crianças como alvos das ações.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, pediu que todas as comunidades condenem a morte de estudantes após mais um ataque contra uma escola no nordeste da Nigéria.

Agências noticiosas afirmam que mais de 20 alunos e um professor foram assassinados numa ação contra um estabelecimento de ensino no estado de Yobe, no sábado.

Sem Justificativa

Presume-se que integrantes do grupo islâmico Boko Haram tenham sido os responsáveis pela ação, e alguns dos estudantes teriam sido queimados vivos.

Ao enviar condolências às famílias das vítimas, a agência da ONU reafirmou, “nos termos mais fortes”, não haver justificação para ataques deliberados contra crianças e aos que olhem por elas.

Segurança

A nota é assinada pelo diretor regional do Unicef para África Ocidental e Central, Manuel Fontaine. A agência pede que os responsáveis pelo ataque sejam levados à justiça.

Foi igualmente lançado um apelo às comunidades, para que exijam que as escolas sejam consideradas lugares seguros.

Segundo o Unicef, desde 16 de junho, um total de 48 estudantes e sete professores foram assassinados em quatro ataques na região.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud