Ban diz que negociações representam a melhor chance de paz na Síria
BR

1 julho 2013

Secretário-Geral afirmou que é importante a participação da oposição e de uma delegação do governo com poder de decisão; ele afirmou que os sírios querem paz e esperança.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU afirmou que a iniciativa dos Estados Unidos, da Rússia e das Nações Unidas para trazer a oposição e o governo da Síria à mesa de negociações é a melhor chance para se alcançar a paz.

A declaração de Ban Ki-moon foi feita nesta segunda-feira, em Genebra.

Conferência

O chefe da ONU disse que apesar dos progressos alcançados até agora para realizar a Conferência de Paz Internacional sobre a Síria, há alguns desafios pela frente.

Ban declarou que é importante que a oposição participe da conferência como um grupo unido e que a delegação do governo sírio tenha poder para negociar.

Pelos cálculos da ONU, mais de 90 mil pessoas morreram desde o início dos protestos na Síria há mais de dois anos.

Paz

O Secretário-Geral afirmou que os sírios querem paz e esperança e tudo que conseguem ver é morte. Segundo ele, pessoas estão morrendo, famílias estão fugindo, a violência está se espalhando e, em breve, talvez alcance toda a região.

Ban disse ainda que existe uma outra questão sobre a participação do Irã e da Arábia Saudita no encontro. Ele explicou que os Estados-membros não chegaram a um acordo sobre a inclusão dos dois países na reunião.

Mali

O chefe da ONU comentou também sobre a situação no Mali. Ele disse que está preocupado com as condições humanitárias no país onde quase 475 mil pessoas estão desalojadas.

Além disso, Ban afirmou que 1,4 milhão necessitam de algum tipo de ajuda humanitária imediata.

O Secretário-Geral citou ainda sérias violações dos direitos humanos no país, incluindo o uso de crianças-soldado por grupos armados, estupro e desaparecimentos. Ban disse que esses casos precisam ser investigados e os criminosos responsabilizados pelos seus atos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud