Passar para o conteúdo principal

Assembleia Geral discute impactos da acidificação dos oceanos BR

Assembleia Geral discute impactos da acidificação dos oceanos

Países avaliam desafios do aumento da acidez nos mares, causado pelas emissões de dióxido de carbono; reunião segue até o dia 20.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

A Assembleia Geral das Nações Unidas está discutindo os impactos do aumento da acidificação dos oceanos. A reunião começou na segunda-feira e segue até o dia 20 de junho.

As consultas servem como um fórum para os países debaterem os desafios do aumento da acidez nos mares, que é causado pelas emissões de carbono na atmosfera.

Sobrevivência 

Segundo um relatório do Secretário-Geral, os oceanos estão absorvendo 30% a mais de dióxido de carbono, na comparação com os níveis do início da Revolução Industrial, há 250 anos.

Ao absorver os gases que estão na atmosfera, a acidez dos mares aumenta, ameaçando a sobrevivência de espécies marinhas.

Mudança Rápida

De acordo com a ONU, a acidez dos oceanos pode aumentar 150% até o ano de 2050. O nível é 100 vezes mais rápido do que qualquer mudança ocorrida no ambiente marinho em 20 milhões de anos.

Os países que participam do encontro da Assembleia Geral acompanham a apresentação de cientistas e pesquisadores que falam sobre o processo de acidificação, seus impactos e o que pode ser feito para reverter o quadro.

Segundo as Nações Unidas, ainda não existe nenhum acordo internacional dedicado especificamente à acidificação dos oceanos.