Eventos esportivos levam mais desenvolvimento ao Brasil, diz diplomata
BR

12 junho 2013

Para ministra da Coordenação Geral de Intercâmbio e Cooperação Esportiva, ao sediar a Copa e as Olimpíadas, país também acolherá melhorias em sua infraestrutura; Vera Cíntia Álvarez participou de fórum internacional, na sede da ONU.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil estão oferecendo ao país não só a chance de se tornar a principal vitrine internacional do esporte, nos próximos anos, mas também de acolher infraestruturas voltadas ao seu desenvolvimento.

A opinião é da ministra do Itamaraty, Vera Cíntia Álvarez. Ela falou à Rádio ONU durante sua participação no Terceiro Fórum Internacional sobre Esporte para Paz e Desenvolvimento.

Mobilidade Urbana

A diplomata estabeleceu um paralelo entre a situação do Brasil e a da Coreia do Sul, que sediou a Copa do Mundo, em 2002.

“Eles também tinham esses gargalos que nós temos em termos de infraestrutura, uma classe média chegando, ascendendo, e uma infraestrutura ainda dos anos 50. Não é mais ou menos a situação do Brasil, mas é mais ou menos a situação do Brasil. Nós precisamos melhorar mobilidade urbana, melhorar as telecomunicações, melhorar a infraestrutura, os estádios, os lugares, onde as pessoas se reúnem para apreciar o esporte. Então isso (futura realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas) foi um estímulo.”

A ministra do Itamaraty, Vera Cíntia Álvarez, integrou a comitiva liderada pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, à sede da ONU. 

O Brasil foi um dos destaques do Fórum Internacional, que contou com a presença do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, e do presidente do Comitê Olímpico Internacional, COI, Jacques Rogge.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud