ONU estende mandato do painel para fiscalizar sanções contra o Irão

5 junho 2013

Nesta quarta-feira, Conselho de Segurança decidiu que o grupo deve operar até Julho do próximo ano; país do Médio Oriente defende que o seu programa nuclear é para a produção de eletricidade.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas estenderam o mandato do Painel de Peritos para fiscalizar e aplicar sanções contra o Irão pela falta de cooperação sobre o  seu programa nuclear com a Agência Internacional de Energia Atómica.

Na resolução aprovada por unanimidade, o Conselho de Segurança prorrogou, esta quarta-feira, a validade do mandato até 9 de Julho de 2014.

Enriquecimento

Desde 2006, o órgão impôs vários pacotes de sanções contra o Irão, incluindo a proibição de todos os itens que possam contribuir para o enriquecimento de urânio.

A medida foi tida como necessária para os usos pacífico e militarista  da energia nuclear. Também foi restringida a venda de armas e congelados os ativos iranianos.

Armas Nucleares

O país defende que o seu programa nuclear é para o fim pacífico da produção de eletricidade, ao contrário da posição de vários países que apontam para tentativas de desenvolvimento de armas nucleares.

A preocupação internacional aumentou com a descoberta, em 2003, de que o Irão não revelou as suas atividades nucleares por 18 anos violando as suas obrigações nos termos do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud