Países africanos destacados por iniciativas de preservação de alimentos

5 junho 2013

Pesquisa indica que Cabo Verde e Ruanda conseguiram obter sucessos na redução de disperdícios; refrigeração por evaporação, adotada por um professor da Nigéria, revela eficiência para conservar frutas e legumes.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma,  e o World Resources Institute lançaram, esta quarta-feira, um relatório que aborda o desperdício alimentar a nível global.

A pesquisa, que coincide com o Dia Mundial do Meio Ambiente, assinado este 5 de junho, revela que 1,3 mil milhão de toneladas de alimentos são anualmente perdidos ou descartados. O lema das celebrações deste ano é “Pensar, Comer, Conservar”.

Refrigeração

Cabo Verde e o Ruanda foram mencionados pelas reduções de perda de alimentos por mais de 60% durante ensaios de campo que envolveram várias técnicas de armazenamento de baixo custo e práticas de manipulação.

A Nigéria foi citada por um sistema de refrigeração por evaporação, chamado “zeer” e desenvolvido por um professor, que permite conservar frutas e legumes sem congelar os alimentos por mais dias.

Terra Arável

De acordo com o relatório, a água utilizada para a comida perdida poderia encher 70 milhões de piscinas olímpicas, sendo o total de terra arável usada para a sua produção equivalente ao tamanho do México.

O estudo recomenda a criação de um padrão global para medir a perda de alimentos e uma meta de redução de 50% no desperdício de comida em todo o mundo.

Produtor

O informe destaca que no mundo desenvolvido, os alimentos são deitados fora na fase do consumo, enquanto nos países em desenvolvimento o desperdício ocorre próximo do produtor, após a colheita e o armazenamento.

Na África Subsaariana, onde os agricultores ganham menos de US$ 2 por dia, as perdas na produção alimentar rondam os US$ 4 mil milhões anuais.

A América do Norte, a Oceânia, a  Europa e os países industrializados da Ásia, como China, Japão e Coreia do Sul, são responsáveis por mais da metade de toda a comida desperdiçada no mundo, refere a pesquisa.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud