Estudo cita Brasil e Moçambique pela ajuda a menores com deficiência

30 maio 2013

Na primeira pesquisa global sobre o tema, Unicef pede que seja ratificada Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiências.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As experiências do Brasil e de Moçambique foram mencionadas num relatório do Fundo da ONU para a infância, Unicef, que propõe a criação de um auxílio financeiro para menores com deficiência.

O Bangladesh e o Chile também são referidos no estudo “O Estado das Crianças do Mundo 2013”, publicado em Da Nang, no Vietname. Trata-se da primeira pesquisa global dedicada às crianças com deficiência.

Exclusão

Falando à Rádio ONU, em Nova Iorque, a especialista do Unicef no tema, Rosângela Berman Bieler, abordou a questão da exclusão social.

“O informe também aponta para o fato de que crianças com deficiência são muito mais suscetíveis a abuso sexual, à violência. E são, muitas vezes, excluídas de suas famílias e de suas comunidades indo morar em instituições completamente afastadas da população em geral e do seu seio familiar. Isso gera, mais uma vez, invisibilidade e exclusão social.”

Serviços Públicos

O documento também promove a integração de crianças com deficiência em serviços públicos, escolas e no sistema de saúde. Para o Unicef, o custo é menor que o envio de uma criança para longe da família.

O relatório revela que o custo de incluir ações de acessibilidade em novos edifícios e na infraestrutura de cidades custa menos que 1% do orçamento total. Por outro lado, as adaptações para estruturas existentes podem custar até 20% do custo original.

Marginalizados

O documento diz que apesar de muitos serem marginalizados e considerados “invisíveis”, as crianças com deficiência têm os memos direitos de outras sem deficiência.

Para o Unicef, é preciso integrar todos, e com oportunidades crianças que vivem com uma deficiência poderão se tornar “agentes de mudanças” e beneficiar as comunidades em que

vivem.

Convenção

O Fundo não apresenta números precisos de menores a viver com deficiência, mas dados de 2004, indicam que 93 milhões, ou uma em cada 20 crianças com 14 anos ou menos estão na situação.

O Unicef pediu a todos os países que ratifiquem a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiências, aprovada pela ONU. O objetivo do tratado é promover direitos iguais e a participação de pessoas na sociedade.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud