Confirmado mais um caso de gripe aviária H7N9 em Pequim

29 maio 2013

OMS diz que surto já provocou 37 mortos e 132 casos confirmados; autoridades chinesas dizem que vigilância continua nos locais afetados.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A China confirmou, esta quarta-feira, mais um caso da gripe aviária H7N9, na capital Pequim. O paciente, um menino de seis anos, está em condição estável após ter adoecido a 21 de maio.

Em nota, a Organização Mundial da Saúde, OMS, disse ter registado 37 mortes e um total de 132 casos confirmados em laboratório. O surto foi identificado em finais de março passado.

Pontos de Entrada

A agência refere que ainda não há provas da transmissão entre humanos e desaconselha um controlo especial nos pontos de entrada. Devido ao caso, também não são recomendadas restrições de viagens ou de comércio na capital chinesa.

Entretanto, as autoridades locais informaram que continuam a manter a vigilância nas áreas afetadas.

Medidas Preventivas

As ações incluem a investigação epidemiológica, rastreio de contactos próximos, gestão clínica, exames laboratoriais e de partilha de amostras bem como uma série de medidas de prevenção e de controlo.

A China refere que os governos municipais e provinciais normalizaram as suas operações de emergência em atividades de fiscalização e de resposta.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud